26 de maio de 2007

Se fosse com o Islão seria mais ou menos absurdo?

"El grupo español Inditex ha pedido disculpas a los judíos ortodoxos ultra conservadores por mezclar lino y algodón en prendas para hombres vendidas en sus tiendas Zara en Israel, ya que el judaísmo prohíbe dicha combinación textil al considerarla antinatural."
Via ABC

2 comentários:

JÚLIO SILVA CUNHA disse...

Apenas o fornecedor a adptar-se aos consumidores! É a lei do mercado. Tal como não vendem burquas em Lisboa, não vendem mini-saias em Cabul!

PS: Para já não falar do facto do pedido de desculpas ter por base um compromisso voluntariamente assumdo pela Inditex em não fazer a tal mistura (produtos devidamente marcados como kosher/casher - apenas uma pequena ranja de todos os produtos vendidos pela Zara em Israel)
que entretanto tinha desrespeitado.

Nenhuma loja da Zara foi incendiada.
J.

MANUEL HENRIQUES disse...

Meu caro amigo,

Muito grato por vê-lo por estas bandas da beira blogosférica ....

A interrogação era retórica, e os teus argumentos são justos.