16 de setembro de 2007

Leituras Fabulosas no final do verão




1 comentário:

Nuno disse...

Meu caro,

Também li as desventuras deste filho, pai, irmão, amante, publicitário, pintor... E dá mesmo, mesmo que pensar. Um monumento!
Um abraço,
Nuno