4 de janeiro de 2008

BCP - Não há coincidências

Joe Berardo e aliados compraram acções do BCP com crédito da Caixa

Afinal, trata-se ou não de um processo politico? De facto este "assalto" ao BCP tem coincidências a mais. Para já o que é certo é que transparência negocial não houve nenhuma.

Ver também João Miranda no Blasfémias
"A notícia que andava por aí a circular saiu finalmente com o destaque que merece: os administradores da Caixa Geral de Depósitos concederam o crédito que financiou o seu assalto ao BCP. Provaram que é possível comprar um banco privado com o dinheiro público. Percebe-se agora qual deve ser a função de um banco público numa economia de mercado. Ah, e é tudo perfeitamente legal."

Sem comentários: