23 de maio de 2009

Marinho - o espalha brasas

Por vezes reina uma grande confusão entre frontalidade e má-educação. Marinho Pinto está (sempre) no 2ºgrupo. Eleito numa vaga (muito justa) dos pequenos advogados contra os grandes escritórios, granjeou simpatia um pouco por todo país ( contra a advocacia dos negócios de Júdice e Rogério Alves). Cedo se revelou uma desilusão e um exovalho para a classe dos causídicos. As inqualificáveis criticas a magistrados e a colegas arrastam para a lama a antes tão prestigiada e distinta Ordem dos Advogados. O episódio de ontem na TVI - só imaginável numa Venezuela ou num contexto futebolistico - é mau de mais para ser verdade. A somar esta tristeza à recente colagem ao Governo ( caso Freeport, caso Lopes da Mota) mostra que têm uma agenda própria e está a mais no mundo da justiça em Portugal. Se calhar ainda vai na lista do PS por Coimbra......( agora que Alegre libertou a vaga).

2 comentários:

Carlos disse...

O que foi escrito neste post é verdade, mas que a Manuela e a TVI estavam a precisar de levar um puxão de orelhas lá isso estavam. Aquilo que é feito naquele canal, àquela hora, não é informação, é espectáculo de fraca qualidade.

Carlos Pereira

MANUEL HENRIQUES disse...

também concordo. E não é o meu estilo. Mas a televisão deve ser pluralista. Em outras democracias maduras isto não é assunto...