19 de junho de 2009

Sócrates Vs Manuela

Vai ser o mais estranho dos confrontos. De um lado teremos alguém que como Ministra nunca foi popular por ser exigente quando a sociedade pedia facilidade (Educação) ou "unha-de-fome" ( Finanças) abrindo caminho ao maior desprezo ao contribuinte que os seus sucessores (socialistas) trouxeram (Teria sido possível este saque ao contribuinte, dos últimos 4 anos, antes do discurso da tanga ?). Do outro lado um ministro do ambiente razóavel e um primeiro-ministro sofrível e teimoso.
Na verdade a grande luta vai ser ética e moral. De um lado a inabilidade politica do outro um produto de marketing (em crise). De um lado os valores (ainda que discutiveis como tudo na vida) do outro a desconfiança por uma seríe de trapalhadas que acompanham a pessoa desde o diploma, aos amigos, aos familiares e outros "detalhes".
Da minha parte tolero a inabilidade ou os erros de casting ( errar é humano). O que não tolero é aldrabice, a corrupção e o chico-espertismo. Mais do que politicas nas próximas legislativas estará em causa a escolha de um perfil. Que 1º ministro queremos nós? Eu quero, acima de tudo, uma pessoa com uma seriedade acima de quaisquer suspeitas. Assim, a escolha talvez não seja complicada.

2 comentários:

Alexandre disse...

E não há mais candidatos?

É que no que diz respeito ao que aborda não vejo grandes diferenças entre ambos a não ser de estilo.

MANUEL HENRIQUES disse...

Eu acho que há diferenças grandes. E não são só de estilo.

Costumes, economia e justiça são temas de clivagem.

Os outros partidos também são importantes ( mais de 1/4 dos votantes votou neles em 9 de Junho) . Mas nenhum tem folego para esta luta.