11 de abril de 2010

ANO INTERNACIONAL DA BIODIVERSIDADE


(Publicado na Edição nº 136 do Jornal "Canas de Senhorim")

A Assembleia-geral das Nações Unidas decidiu fazer de 2010 um ano a favor da causa da Biodiversidade. Esta iniciativa irá procurar sensibilizar a opinião pública mundial para este tema de importância vital, com numerosas acções educativas e de sensibilização.
Mas o que é a Biodiversidade? O termo diversidade biológica foi criado pelo cientista Thomas Lovejoy em 1980, ao passo que a palavra Biodiversidade foi usada pela primeira vez pelo entomologista E. O. Wilson em 1986, num relatório apresentado ao primeiro Fórum Americano sobre a diversidade biológica. A palavra "Biodiversidade" foi sugerida a fim de substituir o termo diversidade biológica. Assim por Biodiversidade poderemos entender a variedade e a variabilidade existentes entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais eles ocorrem. A Biodiversidade engloba a variedade de genes, espécies e ecossistemas que constituem a vida no planeta. Assiste-se a uma perda constante deste conjunto, com extinções e destruições com profundas consequências para o mundo natural e o bem-estar humano. De acordo com relatório de 2009 da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza) de 44 838 espécies analisadas há 869 Extintas e 290 espécies criticamente em Perigo (classificadas como possivelmente extintas). Globalmente são 16 928 as espécies ameaçadas. A título de exemplo pode referir-se que, na Europa, nos sistemas de água doce, cerca de 78% dos peixes estão ameaçados.
O Ano Internacional da Biodiversidade marca a meta decidida pela Convenção sobre a Diversidade Biológica (CDB) das Nações Unidas para alcançar progressos na luta pela redução da perda da biodiversidade. Em 2010 as partes da Convenção vão reunir-se para avaliar os resultados das medidas tomadas pelos diferentes países para chegar a uma «redução significativa» da actual taxa de perda da biodiversidade, a nível global, regional e nacional, de acordo com os objectivos traçados na Cimeira Mundial de Joanesburgo, em 2002, sobre o Desenvolvimento Sustentável.
A nível nacional, a entidade responsável pela iniciativa é a Comissão de Coordenação Interministerial da Convenção sobre a Diversidade Biológica, coadjuvada pelo Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade (ICNB).
O ICNB está a preparar um conjunto de eventos para estes 12 meses de 2010, nomeadamente exposições, conferências, publicações temáticas e workshops, tendo em conta os vários públicos específicos e as diferentes regiões do país.
Um dos mais mediáticos é o programa “Uma Escola, Uma Árvore, Uma Dádiva à Natureza”, dirigido às escolas, que foi lançado em 2008 no âmbito da Convenção sobre a Diversidade Biológica e que se estenderá até ao fim do corrente ano.
2010 será por isso um ano de excepcional actividade internacional nos fóruns relativos à biodiversidade, contando-se, entre eles, uma conferência on-line intitulada “Aichi-Nagoya International E-Conference on the Post 2010 Biodiversity Target” que tem por objectivo incentivar a participação activa a nível mundial para a conservação da biodiversidade. A discussão será centrada em cinco perguntas-chave elaboradas de forma a captar as diferentes perspectivas geográficas sobre a temática em discussão.

Para mais informação consultar

Instituto Nacional da Conservação da Natureza e da Biodiversidade - http://portal.icnb.pt
Nações Unidas - http://www.unep.org/Themes/Biodiversity/

Para qualquer dúvida, esclarecimento ou sugestão de temas de ambiente, construção ou urbanismo a serem abordados nesta coluna agradeço o contacto para mahenriques@sapo.pt







Sem comentários: