29 de agosto de 2011

Censos 2011: Algumas reflexões



(Publicado na Edição nº152 do Jornal Canas de Senhorim)


Os resultados dos Censos 2011 dão-nos conta de um distrito de Viseu a perder população. Só um dos concelhos do Distrito aparece, em comparação com os dados do Censos de 2001, com um saldo migratório positivo: Viseu. O concelho de Nelas é, nos demais concelhos do distrito, aquele onde a população menos se reduz (cerca de 2%). Os concelhos que mais população perdem são os de Armamar e Vila Nova de Paiva. Acredita-se que o aumento da população no concelho sede de distrito resultará mais da “fuga” da população dos concelhos limítrofes do que de uma especial pujança económica.
Que conclusões tirar destes números? O definhamento da população é, infelizmente, um fenómeno estrutural nas projecções demográficas portuguesas para as próximas décadas. Em termos globais, em Portugal, a queda não começou mas está prestes a iniciar-se. No interior do país, pelo contrário, o trambolhão já começou, sobretudo por razões económicas.
Olhando para Canas de Senhorim e para o concelho de Nelas não há receitas mágicas para contrariar esta situação. O poder local terá de ter estratégias mais agressivas na procura de investimentos, reforçando a aposta na industrialização que permita criar emprego, sobretudo qualificado. Por outro lado deve continuar a estratégia de apoio aos “factores de identidade”, ao pequeno comércio e aos produtos endógenos como um caminho consistente de resistência. Na linha da frente deverá estar a promoção do Carnaval, Vinho Dão, Queijo da Serra, Termas, actividades que juntas poderão gerar muito mais riqueza e fixação de população do que a que se regista actualmente.
Mas não podemos esquecer que caberá ao poder central a “parte de leão” no combate à desertificação do interior e ao declínio demográfico. O interior não poderá ser competitivo, fixando população e actividades económicas, sem medidas sectoriais e fiscais adequadas. O enquadramento jurídico-constitucional deverá ser alterado para permitir, como já acontece nas Regiões Autónomas, uma diferenciação fiscal entre as várias regiões portuguesas do continente. O actual Ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, já o defendeu em trabalhos académicos. Tem por isso, agora, uma boa oportunidade para levar à prática o seu pensamento...
Em paralelo deverá olhar-se com outros olhos para as politicas de natalidade. Sem tabus ou preconceitos ideológicos. O declínio da natalidade é um problema comum a Portugal e aos demais países da União Europeia. A promoção de comportamentos individualistas, a liberalização do divórcio, a crescente marginalização das politicas pró-vida bem como a destruição pela via legal de instituições como o casamento, constituem uma cedência ao hedonismo politicamente correcto que só agrava os factores estruturais de envelhecimento da população.
De igual forma, não é de crer que a imigração permita resolver a situação na medida em a capacidade de acolher migrações não europeias tem limitações de índole social e cultural perfeitamente evidentes.
Desta feita, não escondendo que temos um problema demográfico que pode por em causa o nosso modo de vida, a alteração de rumo relativamente a algumas politicas poderá contribuir para cenários mais optimistas (a prazo).



Para qualquer dúvida, esclarecimento ou sugestão agradeço o contacto para mahenriques@sapo.pt



31 comentários:

Anónimo disse...

sugiro uma medida absolutamente necessária, EXTINGAM O CONCELHO DE NELAS,

não há outra solução, as maleitas de que sofre, com os intervenientes nelenses e canenses,
os 1ºs a gastar o que não é deles exclusivamente em nelas e os 2ºs a colaborar na destruição de Canas e a "abotoarem-se" pessoalmente, NÃO DEIXAM qualquer margem de manobra.

EXTINGA-SE O CONCELHO DE NELAS, demitam-se, não, afastem-se os membros eleitos da freguesia de Canas por colaborarem descaradamente com o desinvestimento em Canas

Obs. o afastamento dos eleitos de Canas, deve ser feito sem PREJUIZO de CONTINUAREM A RECEBER as importâncias a que têm direito: compensação para encargos aos elementos da Junta e senhas de presença aos elementos da assembleia de freguesia.

Anónimo disse...

Degradante!

Tanta preocupaçâo com o concelho de nelas!

Preocupe-se em divulgar: a nâo const. do cent.esc.de Canas,a nâo const. das rot.do Rato e de Vale de MAD.,a nâo const.da variante da mesma terra e o GOZO que foi descrregarem um TRATOR de terra no Triângulo à 4 meses e nem ao menos o alisaram(também fico deveras pasmado ,pois o seu e a sua colegas do CIM de VALE de MADEIROS ,ESCREVEM TANTO e sobre os assuntos da própia terra népias !!!!

Variante Canas -Póvoa,simples buracos na estrada que nâo são alctroados,etc

A nâo preocupaçâo em divulgar :o nâo haver necessidade da EXIETÊNCIA da freg. DE nELAS

Anónimo disse...

quem fala agora è o "todos juntos por nelas", que é composto pelo Lp, o United Kingdon,o States e o clérigo local e o Cim

Anónimo disse...

quanto é que a câmara vai comparticipar a ampliação do lar?
são precisos cerca de € 300.000.

porque motivo a Direcção do lar+Presidente da Assembleia e gerente do lar + Junta de Freguesia e Assembleia de freguesia, coordenados pelo presidente da junta NÃO QUEREM € 2, APENAS ACEITAM € 1 da Câmara?

Anónimo disse...

CIM-UM MERO FIASCO.

Anónimo disse...

CIM-UM MERO FIASCO.

Anónimo disse...

próxima intervenção na Assembleia de freguesia vai ser dura:

o CIM vai perguntar à Junta quando estão a pensar reivindicar a construção do centro escolar de Canas

AHHHHHH!!!!!AHHahhhhh !!!! iiihHHHH

Anónimo disse...

Onde está a sinaléctica??

Os abusos recomeçaram.

Anónimo disse...

foi só para inglês ver. Quem roubou as placas que estavam nos tubos?
Quem foram os pintores autores das pinturas amarelas?

por ultimo:

Quem são os responsáveis??

Anónimo disse...

os jovens que iam debater nos lugares próprios os interesses de Canas!!!...

Anónimo disse...

os jovens que íam debater os interesses própios , nos lugares de Canas(acredito que nem todos)!...

Anónimo disse...

quem "desviou" as placas de trãnsito no lar?

quem paga pelo abuso?

quem anda a usar indevida e ilegalmente os serviços públicos?

Anónimo disse...

é o que acontece quando usam dinheiro que não é deles, no caso dinheiros públicos e da igreja.

Anónimo disse...

roubaram as placas de trânsito em frente ao lar Padre Domingos, só ficaram os varões,

até aqui...actuam os amigos do alheio

atenção às autoridades

Anónimo disse...

O cúmulo da indecência em duas vertentes;...

lastimável que na nossa terra aínda se passem coisas destas!!!

Anónimo disse...

vertente 1-o tira e põe dos sinais
(T^M QUE SER LÁ POSTOS POR QUEM DE DIREITO-imediatamente)

vertente 2-o estacionamento abusivo
por quem estaciona os carros em frente ao LAR sem contudo,ir visitar algum utente(regra básica do saber respeitar o próximo)

Anónimo disse...

roubam as placas do trãnsito por causa do aluminio,
olhem que é descaramento mesmo nas "barbas do lar", com estas facilidades não tarda estão a levar os tachos de alumunio da cozinha do lar.

Anónimo disse...

devolvam as placas de trânsito aos seus lugares, não está correto "limparem"as placas,
os amigos do alheio têm que ter cuidado.

Anónimo disse...

nUM DIA DESTES NÃO ME ADMIRA QUE VÃO ROUBAR OS CANDEEIROS DOS POSTES DE ILUMINAÇÃO JUNTO AO MINI-PREÇO(já estão apagados há mais de um mês)!!

Anónimo disse...

estão apagados porque o que está na quina entre a Av. Igreja -Rua da Estação, é para arrancar e substituir por um com cordas, para esteticamente fazer conjunto com o que substituiram a montante.

Anónimo disse...

quem roubou as placas que leve também os varões.

Anónimo disse...

"que leve os varões" e os barões d a junta e assembleia,porque são uma desgraça... para Canas!!

Anónimo disse...

vamos ver a intervenção do cim na assembleia de freguesia,

vai ser "violenta" vão fazer inúmeras perguntas

Anónimo disse...

Caro anónimo das 20:34,não brinque com coisas sérias!

o C I M a contestar? deixa-me rir!

Na próxim a assembleia vão mas é para lá discutir o sexo dos anjos!

Anónimo disse...

foram encontrados os "amigos do alheio" que desviaram as placas de trânsito instaladas no parque do lar?

Anónimo disse...

ATAO COMPADRE QUEM FORAM ESSES SACANAS?

Anónimo disse...

por sinal, foi de bem perto.

Anónimo disse...

com o desempenho do autor do post nos "lugares certos", Canas, não é necessário realizar censos (próximos), terão empurrado a maioria dos Canenses fora da sua terra, pela politica de retrocesso que fazem em conjunto com nelas.

Anónimo disse...

devolvam os sinais de trânsito que "sacaram"

Anónimo disse...

atenção às autoridades: é preciso vigiar discretamente os negócios na feira medieval-
prevê-se que os "larápios"dos sinais de trânsito surripiados frente ao lar, os tentem transacionar.

Anónimo disse...

Qual Padeira de Aljubarrota!

não vão os ladrões dos sinais utilizarem-nos como pás de forno e darem umas pásadas à Espanhola ou a algum dos Todos Juntos por Nelas!!